Manual_Rebolocao 

ver no link acima

Recuperação e valorização da profissão do amolador ambulante

A iniciativa Reboloção! quer dar novos amoladores à cidade do Porto. Nesta página encontras informação passo-a-passo sobre como te podes tornar num amolador e criar assim o teu próprio emprego. Se quiseres saber mais sobre esta profissão navega à vontade pelas páginas aqui por cima. Há vídeos, textos, fotografias, manuais…

Se tens alguma dúvida, precisas de informação que não vês aqui, ou qualquer outra coisa, não tenhas problema em escrever-nos para:
rebolocao@gmail.com
Picar em baixo:

Sobre

O que foi feito daquele som que ouvíamos nas ruas, aquelas flautas que tocavam tonalidades que subiam… desciam?
Anunciavam a presença do amolador. Há quem diga que nalguns sítios com eles se anunciava a vinda das chuvas, noutros a chegada de boa sorte, mas o que é certo é que naqueles sítios o que se esperava era o retorno do artesão, do mestre.
O que foi feito do amolador? O que foi da profissão?
Uma profissão que durante séculos esteve presente nas aldeias e cidades. Profissão nómada, andante, que vivia do contacto com as pessoas, de bater às portas, de prestar um serviço.
Porque o amolador é um prestador de serviços. Cuida, repara e recupera ferramentas. Ferramentas básicas que todos usamos, uma faca para cortar o pão, ou ferramentas especializadas que só alguns utilizam, como uma goiva para talhar a madeira.
Acaso desapareceram todas estas necessidades? Já não fatiamos o pão? O carpinteiro deixou de talhar? O cozinheiro de picar? O alfaiate não corta padrões? O jardineiro parou de podar, de decepar, de …?
Bem pelo contrário, estamos ali e estão ali; e as necessidades são as mesmas. Só precisamos de ouvir o som da flauta.
E não estamos em tempos em que seja boa ideia fomentar a cultura do usar e deitar fora, nem tudo tem que ser descartável. Podemos recuperar. Neste caso recuperar uma profissão que vive do recuperar, recuperar a estima pelas coisas, pelo cuidado das coisas. Que vive de recuperar o trabalho manual, artesanal, feito com cuidado. Que vive de recuperar o contacto com as pessoas, de passar do anonimato ao nome próprio.
Agora existe a possibilidade de que isto aconteça. Existe a procura do serviço e a iniciativaReboloção! cria a oferta. Cria um programa de formação para pessoas que queiram sair do desemprego e acreditem numa profissão do passado como meio para o seu futuro.
Uma formação intensiva e gratuita onde se podem aprender as técnicas da profissão. O porquê de umas ferramentas se rectificarem duma maneira e outras de uma forma diferente. Quais são os melhores lugares para arranjar clientes e a melhor maneira de se aproximar a eles. Os segredos do ofício. Conhecimentos que serão transmitidos pelo mestre amolador do Mercado do Bolhão, neto e filho de amoladores com mais de doze anos de experiência e claro exemplo de que a paixão por esta profissão é possível entre as pessoas mais novas.
Esta iniciativa contempla também o financiamento gratuito de equipamento desenvolvido especificamente para poder exercer a profissão e a formação no seu traquejo e manutenção.
E por último o programa de formação ensinará e acompanhará em tudo o que for necessário para que estes novos amoladores possam criar o seu trabalho por conta própria, assessorados por um micro plano de negócios pessoal.
A iniciativa Reboloção!, com o apoio do Manobras no Porto 2012 e a colaboração do Espaço T e Cidade das profissões, põe sobre a mesa os elementos necessários para permitir o retorno daquele som familiar.
…………….
Calendário formação

Segunda-feira 10 Setembro.

14h30 – 16h30. Espaço T. Rua de Vilar 54.

Apresentação Iniciativa Reboloção!

Oficio. Expectativas económicas.

Terça-feira 11 Setembro.

09h00 – 12h00. FEUP Faculdade de Engenharia. Campus Universitário.

Formação prática na amolação de ferramentas I.

Segurança no trabalho.

14h30 – 16h30. Espaço T. Rua de Vilar 54.

Formação teórica na amolação de ferramentas.

Equipamentos.

Quarta-feira 12 Setembro.

09h00 – 12h00. FEUP Faculdade de Engenharia. Campus Universitário.

Formação prática na amolação de ferramentas II.

Introdução ao contacto com o cliente.

14h30 – 16h00. Espaço T. Rua de Vilar 54.

Formação Fiscal e legal da profissão.

Caso geral. Casos particulares.

Quinta-feira 13 Setembro.

09h00 – 12h00. Mercado do Bolhão.

Formação prática no exercício da profissão.

Contacto com o cliente. Serviços concretos.

14h30 – 17h30. Cidade das Profissões. Rua das Flores 152-158.

Formação em comunicação e atenção ao cliente.

Sexta-feira 14 Setembro.

09h00 – 12h00. Mercado do Bolhão.

Formação prática exercício da profissão.

Contacto com o cliente. Serviços concretos.

14h30 – 16h00. Espaço T. Rua de Vilar 54.

Adjudicação Equipamentos.

Outras vias para a obtenção de um equipamento.

Sábado 15 Setembro.

09h00 – 12h00. Mercado do Bolhão.

Formação prática no exercício da profissão.